OLA VISITANTE

Bem Vindo ao Blog Liderança e Educação Cristã siga este blog e vá a caixa de comentários e participe.

quinta-feira, 3 de maio de 2012

BILLY GRAHAM APOIA EMENDA CONSTITUCIONAL CONTRA CASAMENTO GAY

RALEIGH, NC, 2 de maio de 2012. A jornalista Martha Waggoner (The Associated Press), em matéria de capa intitulada “Billy Graham backs NC anti-gay marriage amendment, Billy Graham Apoia Emenda Anti-Casamento Gay na Carolina do Norte)” destacou não apenas o apoio dado pelo pastor batista Billy Graham à Lei que proibe o casamento gay, na Carolina do Norte, mas também a influência que o famoso evangelista ainda exerce sobre a nação (a declaração do pastor foi destaque em 14 grandes jornais americanos, e será publicada em sua íntegra neste final de semana). Billy Graham encorajou os eleitores a votarem a favor da emenda constitucional que vai "banir" o casamento gay em Carolina do Norte: “Assistir o declínio moral do nosso país me causa grande preocupação… eu creio que o lar e o casamento, a base de nossa sociedade, devem ser protegidos”. Em seu apoio, levantaram-se grandes personagens locais. Daniel Akin, renomado escritor, em Wake Forest, não tomou como surpresa a posição de Graham: “eu penso que ele vê isso como eu vejo, não tanto como questão politica – que é – mas como questão moral … ele crê em seu direito de afirmar que o casamento deve ser entendido como um pacto entre um homem e uma mulher”. Nunca imaginei, disse Billy Graham, que aos 93 anos “teria que debater a definição de casamento. Mas a definição de Deus é clara: na Bíblia o casamento é entre um homem e uma mulher”. Billy Graham é hoje viúvo de Ruth Bell Graham, com quem esteve casado durante 54 anos.
Embora sua última Cruzada Evangelística tenha acontecido em 2005, diz a jornalista, ele continua a exercer grande influência no país. Há uma tradição entre os presidentes norte-americanos, desde Dwight Eisenhower (1953-1961), de visitá-lo e ouvir seus conselhos. Em 2010 foi a vez do atual presidente Barack Obama fazer a “sua peregrinação”. O estado da Carolina do Norte já proibe o casamento gay, mas agora está votando uma emenda constitucional. Acrescentar a proibição à Constituição Estadual torna mais dificil mudá-la no futuro, diz a jornalista.
Tradução: Pedro Moura.